O técnico Oswaldo Alvarez está nos Estados Unidos para mais um compromisso da Seleção Brasileira de Futebol Feminino que, entre os dias 25 de fevereiro e 05 de março, enfrenta as seleções do Japão, Inglaterra e EUA, no Torneio ‘She Believes’. As brasileiras estreiam  nesta quarta-feira, às 18h10 (horário de Brasília) contra a Inglaterra, no Talem Energy Stadium, na Filadélfia.

A competição, que passará pelas cidades Filadélfia, Nashville e Tampa, faz parte da preparação para a Copa do Mundo na França e será mais uma oportunidade para experiências com novas formações, já que as atletas ainda não estão no auge da preparação física. “Nós faremos um revezamento porque as atletas estão em condições diferentes de condicionamento físico e as que estavam em férias ainda não têm condições de disputar três partidas em alto nível. Nosso objetivo é igualar a preparação física de todas até a Copa do Mundo”, comentou Vadão.

O treinador ressaltou a importância de enfrentar seleções fortes para acompanhar o nível de preparação das adversárias que também estarão no Mundial. “Nós vamos medir como estão as nossas adversárias neste momento. Os calendários são muito diferentes, então servirá também para medirmos nossa própria força e ver o que é preciso ser ajustado para o Mundial”.

Após a estreia nesta quarta-feira, o Brasil enfrenta o Japão, no dia 02 de março, em Nashville, e os Estados Unidos, no dia 05, em Tampa, na Flórida. Todos os jogos serão transmitidos pela TV CBF.

Confira as convocadas para o torneio ‘She believes’ aqui.

Preparação

Desde o dia 14 de janeiro, a Seleção Brasileira Feminina está concentrada e a comissão teve oportunidade de observar 42 jogadoras. Neste período, Vadão contou com dois grupos bem diferentes: um com atletas que estão em temporada na Europa e o outro composto por atletas que estavam de férias. “Como as jogadoras estavam em condições diferentes de condicionamento físico, fizemos trabalhos separados para que pudessem aproveitar ao máximo o período de treinamento. As atletas que estão em atividade, trabalharam com bola. Já com as meninas que estavam de férias, priorizamos a preparação física”, comentou Vadão.

 

(Foto: Laura Zago/CBF)