O técnico da Seleção Brasileira, Oswaldo Alvarez, avaliou a participação brasileira no Torneio das Nações, realizado nos Estados Unidos, entre os dias 26 de julho e 02 de agosto. O Brasil somou 3 pontos e acabou na terceira colocação.

O treinador reconhece que, se tratando de resultados, o desempenho da seleção não agradou e lembrou que a diferença de condicionamento físico entre as atletas ficou evidente em momentos decisivos das partidas. “A gente sabia que a nossa condição física estava bem heterogenia, em virtude de algumas meninas estarem de folga, outras em começo de treinamento, algumas jogando, enfim, um grupo muito diferente. E agente sabia que a parte física poderia ser fundamental. E ela acabou sendo”.

Como o campeonato não faz parte do calendário Fifa, a seleção tinha oito desfalques de atletas que não foram liberadas pelos clubes e por isso, Vadão aproveitou o período para observar novas jogadoras e testar algumas formações. “O fato de oito atletas importantes não terem sido liberadas, fez com que a gente aproveitasse o torneio para algumas experiências. Rodamos as três goleiras e experimentamos algumas atletas que não estavam jogando na seleção que são mais jovens. E neste sentido foi bom, porque talvez não tenhamos um tempo hábil para novos experimentos em jogos importantes”, finalizou.