A estreia brasileira na Copa América contra a Argentina deixou o técnico Oswaldo Alvarez satisfeito. Com gols de Bia Zaneratto, Cristiane e Debinha, o Brasil assegurou os primeiros três pontos na competição que, este ano, é realizada no Chile.

O treinador reconheceu a evolução Argentina nos últimos anos, o que deixou a partida ainda mais difícil. “Estreia é sempre difícil. Acho que ficou um pouco mais dramático devido as boas oportunidades que a gente acabou desperdiçando. Tivemos 63% de posse de bola e o controle do jogo, mas a Argentina sempre foi uma equipe muito guerreira e melhorou muito nos últimos anos, o que tornou a partida mais complicada”.

Apesar de alguns ajustes, Vadão ressaltou a aplicação das atletas brasileiras em campo. “O mais importante é que apesar das dificuldades, o time fez tudo o que a gente pediu. Jogou pelos dois lados do campo, ora com Marta, ora com a Thaís Guedes. O time rodou bem a bola, tentou buscar todas as formas de ataque, de infiltração e jogadas pelo fundo. Nós temos muito a melhorar e a tendência é isso acontecer durante a competição”, finalizou.

O próximo desafio das brasileiras é neste sábado, contra a seleção do Equador, às 19h, no Estádio Sanchez Rumoroso, em Coquimbo.

 

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)