A Seleção Brasileira de Futebol Feminino mostrou, mais uma vez, que segue focada em busca do ouro olímpico. Na noite deste sábado, as comandadas do técnico Oswaldo Alvarez venceram a Suécia por 5 a 1 – gols de Beatriz (2), Cristiane e Marta (2) – e garantiram, antecipadamente, a classificação para as quartas de final.

O treinador se surpreendeu com a goleada, mas sabia que sua equipe estava preparada para o confronto. “Nós fizemos uma partida muito boa. Sabíamos que estávamos preparados, mas não esperávamos uma goleada. Vencer a Suécia com um placar elástico como este é muito difícil, principalmente pelo nível delas. Porém, é preciso manter os pés no chão. O mais importante foi conseguir a classificação antecipada”.

Apesar de comemorar o resultado, Vadão lamentou a contusão de Cristiane. “Ainda é cedo para falar, mas pelo que ela contou, estamos otimistas. Vamos aguardar a avaliação do departamento médico para a sequência da jogadora na competição”. A camisa 11 da Seleção de Vadão marcou mais um gol na partida deste sábado e entrou para a história como a maior artilheira do futebol olímpico, entre homens e mulheres.

O próximo jogo está marcado para terça-feira (09/08), às 22h, na Arena da Amazônia, em Manaus.