Apesar da derrota por 2 a 1 para a França, no amistoso deste sábado, o técnico Oswaldo Alvarez avaliou como positiva a atuação da Seleção Brasileira. O treinador sabe das dificuldades que irá enfrentar nas Olimpíadas e, por isso, considera importante testar o elenco contra as principais potências do futebol feminino.

Além da organização das francesas, as brasileiras sentiram a falta de entrosamento entre as atletas que estão na seleção permanente e as que jogam no exterior. “Demoramos um pouco a entrar no jogo no início do primeiro tempo. Fizemos apenas dois treinos com todas as jogadoras. E já sabíamos que seria um jogo muito difícil, já que a França é uma das melhores seleções na atualidade”, comentou Vadão.

O treinador se mostrou satisfeito com o comportamento da equipe, principalmente, na segunda etapa. “Tivemos alguns lances polêmicos, como um pênalti na Marta e a falta marcada no lance em que a Bia rouba a bola da zagueira e tinha chances claras de passar a bola para a Marta que estava sozinha para fazer o gol. Mas, o importante foi o nosso comportamento e, no segundo tempo, fomos muito bem”.

Vadão ainda exaltou a condição física das atletas que terminaram a partida pressionando as francesas. “Fisicamente falando, mais uma vez, tivemos um comportamento muito bom. Terminamos o jogo pressionando a França, o que prova que melhoramos muito”.

Em outubro, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino enfrenta os Estados Unidos em dois amistosos.

 

(Foto: Getty Images)