Um dia antes de embarcar para Portugal com a Seleção Feminina de Futebol, o técnico Oswaldo Alvarez fez um balanço da temporada na Granja Comary. O treinador avaliou como positivo o período de treinamento, mas afirma que ainda falta ritmo de jogo. “Esse período foi preparatório tanto no aspecto físico como técnico e tático, mas ainda carecemos de um melhor ritmo de jogo, o que deve ocorrer durante o próprio torneio”.

Esta foi a primeira experiência com a seleção permanente. De acordo com o treinador, a Copa Algarve será uma oportunidade tanto para testes táticos e individuais, quanto para observar a preparação das seleções adversárias que também disputam o Mundial do Canadá, em junho. “A Copa Algarve faz parte deste período de preparação. Dentro do planejamento, podemos experimentar algumas variações táticas e de posicionamento individual.  E assim como para o Brasil, as demais seleções também se preparam para o Mundial e, em Portugal, será um bom momento para observar como elas estão se preparando”.

Além de 21 jogadoras da seleção permanente, Vadão ainda poderá contar com Marta, que atua no F.C. Rosengard da Suécia, e Bia, que joga no Hyundai Steel Red Angels, da Coreia do Sul. A estréia brasileira está marcada para o dia 04 de março, contra a China às 12h (Horário de Brasília), em Albufeira.

 

(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)